Semelhança à Sergio Busquets e Toni Kroos: conheça o húngaro Dominik Szoboszlai
Share:

Semelhança à Sergio Busquets e Toni Kroos: conheça o húngaro Dominik Szoboszlai

Nascido em Székesfehérvár, nona maior cidade da Hungria, Dominik Szoboszlai adentrou no futebol nas categorias de base do Videoton, clube de sua cidade local e que joga a OTP Bank Liga (primeira divisão húngara). Depois de 1 ano na equipe, foi para o Fönix-OURO. Por lá, ficou 8 anos e se desenvolveu como jogador, chegando a atuar por empréstimo em 2011 no Újpest, clube que também joga a primeira divisão da Hungria. Ainda que não tenha obtido sucesso e sendo devolvido, ele adquiriu experiência e retornou melhor.

Assim, em 2015/16 e ainda juniores, foi para o MTK Budapeste, clube da capital da Hungria e que também atua na OTP Bank Liga. No ano seguinte, com bagagem e rodagem por vários times, Szoboszlai se destacou e foi contratado para o sub-17 do Red Bull Salzburg, principal clube austríaco e famoso por revelar grandes talentos. E foi naquele mesmo ano, na temporada 16/17, que ele chamou a atenção e acabou convocado pela primeira vez para a seleção da Hungria sub-17, onde marcou sete gols em 14 jogos. 

Não demorou muito e, ainda com 16 anos, estreou pelo time profissional da equipe austríaca em um jogo contra o Austria Wien, em maio de 2017. Embora estivesse em alta, era visível que não teria espaço entre os profissionais da equipe e foi emprestado — onde está até hoje — para FC Liefering, clube-satélite (parceiro) do RB Salzburg e que atua na Erste Liga (segunda divisão da Áustria).

Com um porte físico privilegiado e seus 1,86 metros de altura, ele consegue jogar em alto nível sem sentir dificuldades, mesmo quando o jogo fica mais físico. Com seu modo de jogar não aparentar possuir somente 18 anos, muito por conta da sua leitura dentro de campo, fazendo com que raramente se posicione mal. Por conta da sua técnica apurada e se tiver espaço, ele pode ditar o ritmo do jogo tranquilamente. Quando se trata de driblar ele é bem simplista e elegante ao controlar a bola.

Devido a sua capacidade de pressionar e contra-pressionar sem a bola, é capaz de atuar tanto no meio-campo mais avançado, como também mais recuado, realizando a criação das jogadas no primeiro terço do campo. Em suma, a maneira como ele se movimenta dentro de campo é muito semelhante à Sergio Busquets e Toni Kroos. Independentemente da localidade do campo, quando pressionado, ele consegue se desvencilhar da marcação e criar situação de perigo para a equipe adversária.

Posições onde é capaz de atuar


Apesar de ser um jogador defensivo por natureza, Szoboszlai tem qualidade suficiente para atuar como box-to-box ou um meio-campista propriamente avançado, conseguindo dar ritmo ao jogo em quaisquer que seja sua posição dentro de campo. Forte na bola aérea e com um bom timing, ele exagera em algumas situações quando marcado e utiliza exageradamente o braço para proteger a bola, causando faltas desnecessárias — algo natural para a idade. Por possuir um bom passe, controle de bola, domínio, técnica e principalmente um ótimo chute a longa distância, o húngaro tem todos os atributos para se tornar um meio-campista completo.

Na atual temporada são sete gols e cinco assistências em 14 jogos. Só pela Erste Liga são seis gols e quatro assistências em nove jogos. Ainda que seja um nível baixo e mesmo atuando mais recuado, com o princípio de primeiro defender, para depois atacar, são números mais do que expressivos para um jogador de 18 anos. É questão de tempo para Szoboszlai figurar na equipe principal do RB Salzburg e ser mais um grande talento exportado para uma liga europeia de maior expressão.