Renato Sanches no Lille é um negócio bom pra todo mundo
Share:

Renato Sanches no Lille é um negócio bom pra todo mundo

Cercado de muita expectativa quando foi contratado por 35 milhões pelo Bayern de Munique há três anos, Renato Sanches não chegou nem perto de ser o mesmo jogador que impressionou na Eurocopa de 2016. Nela, conseguiu demonstrar uma maturidade extremamente rara para um jovem de 18/19 anos, que automaticamente fez com que clubes de toda a Europa buscassem sua contratação. Além disso, também não dá para ignorar a boa temporada que teve pelo Benfica.

Na época, ninguém imaginava que poderia dar tão errado como deu. Ir à Alemanha era o passo ideal para um jovem jogador que buscava tempo de jogo e evolução na carreira. No entanto, o tempo indica que foi um tanto quanto precoce. Agora, dá para afirmar que o melhor dos cenários era a manutenção da permanência em Portugal, passando mais uma ou duas temporadas por lá. Como não aconteceu, seu recente fracasso parece não ter outra explicação além do seu próprio talento.

Um dos grandes problemas da atual globalização da mídia futebolística é o exagero criado em torno de jovens jogadores que, mesmo com tão pouco tempo de estrada, são colocados como craques do futuro. Claro, existem casos e mais casos em que realmente há uma nítida demonstração de qualidade técnica e neste caso em específico, eu e “quase toda a torcida do Flamengo”, achávamos que ele era um desses. Erramos, principalmente na previsão do que poderia se tornar. Mas ainda há tempo para consertar, e o Lille foi uma ótima escolha por parte de todos os envolvidos.

Divulgação/Lille

Depois da fala ao jornalista Florian Plettenberg, do Sport1, após a derrota do Bayern na Supercopa, Sanches escancarou o que não era novidade para quase ninguém: queria sair. Na ocasião, disse que era a segunda vez que gostaria sair e não deixaram. Além disso, também falou que cinco minutos não eram suficientes para ele. Talvez isso tenha mudado a ideia da diretoria bávara, que optou por não emprestá-lo novamente e negociou a saída em definitivo por 20 milhões de euros com o Lille.

Durante os últimos e recentes anos, vi bastante gente dando a carreira do português como perdida. Até parecia, mas ele possui somente 22 anos. Tempo mais do que suficiente para retomar os rumos do bom futebol, e a Ligue 1 pode ser fundamental nisso. Atrás somente da Bundesliga no quesito desenvolvimento de jovens jogadores, o campeonato é o mais fraco dos considerados cinco melhores da Europa, e isso pode fazer com que a recuperação da sua confiança como jogador seja mais rápida. Além do mais, estará em um clube que participará da Champions League e que tende a fazer, mais uma vez, uma boa temporada local.

Analisando todas as perspectivas em jogo, a transferência pode ser considerada um acerto. Do ponto de vista do jogador, Sanches aceitou dar passos para trás buscando mais minutos de jogo. Dos clubes, Bayern não conseguiria (mais um vez) dar o espaço necessário para o seu desenvolvimento, e ele nem estava mais com a cabeça no clube. Já o Lille, adquiriu um jogador capaz de influenciar no curto, médio e longo prazo, sendo uma reposição a altura de Thiago Mendes, que se transferiu ao Lyon. Assim, o considerado “garoto de ouro” terá a chance de recuperar a carreira num dos melhores destinos possíveis.

This error message is only visible to WordPress admins

Error: API requests are being delayed for this account. New posts will not be retrieved.

There may be an issue with the Instagram Access Token that you are using. Your server might also be unable to connect to Instagram at this time.