O término da relação entre Naldo e Bundesliga prova que nem toda história tem um final feliz
Share:

O término da relação entre Naldo e Bundesliga prova que nem toda história tem um final feliz

Revelado pelo RS Futebol, projeto que o técnico Paulo César Carpegiani mantinha na região de Porto Alegre (RS), Naldo disputou apenas duas temporadas no Juventus antes de migrar para a Werden Bremen, em 2005. Após sete anos na equipe, atuou no Wolfsburg entre 2012 e 2016, quando rumou para o Schalke 04. Na terra germânica, o zagueiro ganhou duas Copas da Alemanha (2009 com Werder Bremen e 2015 com o Wolfsburg), foi vice de uma Copa da UEFA (2009 com o Werder) e se credenciou para defender a seleção brasileira.

Eleito pela Associação dos Jogadores de Futebol da Alemanha o terceiro melhor jogador da liga na temporada passada, o zagueiro de 36 anos, depois de 13 temporadas e meia, deixou o futebol alemão e integrou o elenco do Monaco, que não revelou os detalhes financeiros da transação. Contudo, especula-se que girou em torno de 1 milhão de euros aos cofres do clube francês (cerca de 4,3 milhões de reais).

O mais intrigante dessa história toda é o modo como foi conduzida a situação. Naldo renovou com o Schalke 04 há 3 meses e do nada acabou sendo vendido. Tudo bem que o zagueiro vivia uma fase tenebrosa — como o time em si — e tinha jogado pouco em relação a temporada passada, quando foi o único jogador da Bundesliga a atuar em todas as 34 partidas da competição. O time alemão não mudou de técnico, quase não alterou o elenco e ainda renovou com o atleta. Por conta de uma má fase e por supostos atritos com Domenico Tedesco, o brasileiro escolheu buscar novos ares.

De peça-chave a descartável: a relação entre o treinador dos azuis reais e Naldo foi do céu ao inferno em meses. (Foto: Divulgação/Schalke 04)

No início de sua carreira, Naldo não tinha uma posição fixa. Veloz e ótimo cabeceador, ele chegou a atuar como volante, meia e até atacante. Mas, devido aos seus 1,98 metros de altura, se destacou e despontou como zagueiro. Por conta disso, é o defensor com mais gols (44) pela Bundesliga desde 2005/06. Não vai ser por um meia temporada fraca que a influência do brasileiro no campeonato alemão será esquecida.

Contratado para suprir a ausência do zagueiro francês Ismael, que se transferiu para o Bayern de Munique, Naldo cumpriu todas as expectativas do defensor mais talentoso da época no Brasil. O jogador, que marcou dez gols em 70 partidas disputadas pelo Juventude, viveu a melhor fase de sua carreira no Bremen e vivenciou o último ciclo vitorioso do próprio clube.

Por lá, conquistou uma Copa da Alemanha e foi vice-campeão da Copa da UEFA (antiga Liga Europa). A boa performance no futebol germânico lhe valeu convocações para a seleção brasileira comandada por Dunga. Ao todo, foram quatro partidas com a camisa amarela em 2007. Sete anos de clube, 254 jogos, 36 gols e nove assistências. Sem dúvidas um dos maiores ídolos.

Após especulações sobre uma possível volta ao Brasil, o zagueiro Naldo permaneceu em solo alemão ao confirmar a troca do Werder Bremen pelo Wolfsburg. Apesar de problemas referentes a uma lesão no joelho, o brasileiro de 29 anos foi aprovado na segunda revisão médica, um dia depois de sua contratação ter ficado em suspenso. A imprensa alemã estimou que o Wolfsburg pagou cerca de 5 milhões de euros pelo jogador. E valeu a pena.

Foram quatro anos de clube, 163 jogos, 20 gols e 10 assistências. Vale ressaltar o especial ano de 2015: campeão da Supercopa da Alemanha, Copa da Alemanha e vice-campeão da Bundesliga. Foram os primeiros títulos da história dos lobos e foi por lá que o zagueiro brasileiro foi condecorado cidadão alemão, por seus grandes méritos pelo futebol do país. Depois disso, por incrível que pareça, o clube foi de mal a pior e Naldo acabou abandonando o barco rumo ao Schalke 04.

Após terminar a temporada 15/16 pelo Wolfsburg, Naldo recebeu uma proposta do Schalke 04 e decidiu aceitar, declarando que seria interessante ter novos desafios em um novo clube. Ainda que o zagueiro tenha atuado por duas temporadas e meia, o Schalke 04 foi o único clube alemão do brasileiro em que ele não conquistou nenhum título. O máximo foi um vice-campeonato na temporada passada.

De qualquer maneira, foi pelos azuis reais que Naldo atingiu o recorde de ser o brasileiro com mais jogos pela Bundesliga (337) e ficou marcado na eternidade. Foram nove gols e quatro assistências em 80 jogos. Uma pena que a menor passagem do zagueiro em um clube no futebol alemão tenha ficado marcada por uma saída precoce e sem o devido reconhecimento.

Inquestionavelmente, Naldo pode ser considerado um dos maiores jogadores brasileiros da história da Bundesliga — e isso pouco tem a ver com o absurdo número de jogos pela competição. É claro que um jogador é movido por desafios, e isso visivelmente faz parte das ambições do zagueiro de 36 anos, que atuou em três clubes diferentes na competição. Vitorioso e líder por onde passou, o novo reforço do Monaco terá, provavelmente, o maior desafio de sua carreira.

Com experiência de sobra, Naldo terá a difícil missão de ajudar no renascimento do vermelho e branco, que parece passar por uma interminável crise. Antes apostando em jovens e promissores jogadores, o Monaco viu a oportunidade de trazer um jogador com bagagem suficiente para tentar mudar o patamar defensivo da equipe. Entretanto, considerado por muitos como ultrapassado, o brasileiro terá que provar que ainda tem muita lenha para queimar.

This error message is only visible to WordPress admins

Error: There is no connected account for the user 9712651680 Feed will not update.