Nascido em Ancara, capital da Turquia, Ozan Muhammed Kabak frequentou todas os times das divisões de base do Galatasaray desde os 11 anos e assinou seu primeiro contrato profissional em julho de 2017. Mesmo muito novo, impressionou boa parte da comissão técnica e fez sua estreia na equipe principal na vitória por 2 a 0 sobre o Yeni Malatyaspor pela Süper Lig (campeonato turco de futebol), em maio de 2018.

O jovem zagueiro impressionou o mundo após participar do europeu sub-17 de 2017, sendo o capitão da equipe e eleito um dos 10 melhores jogadores da competição. Com um campeonato turco na bagagem, Kabak já participava de jogos pelo elenco principal na temporada 17/18. Entretanto, somente em 2018 se firmou na equipe, atuando em mais de 15 jogos como titular. Apesar de não ter estreado pela seleção sub-21, ele foi convocado — em março deste ano — para a principal da Turquia, mas assim como na sub-21, ainda não estreou. Além disso, o turco possui 50 jogos por todas as seleções de base turcas desde 2015.

Tudo isso o creditou a ter seu nome vinculado à outros clubes europeus, chegando a ser especulado em gigantes como Manchester City, Manchester United, Inter de Milão e etc. Mas, surpreendentemente, Kabak foi anunciado como novo reforço do Stuttgart na metade da temporada 18/19 em uma transferência que girou em torno de 11 milhões de euros.

“É incrível como ele é mundano para a sua idade. É surpreendente. Ele quer saber tudo; ele quer aprender alemão imediatamente e entender tudo. Esse é o tipo de atitude que precisamos. Ele já é um jogador-modelo, apesar de sua idade”, disse o diretor esportivo do Stuttgart, Thomas Hitzlsperger.

Como Holger Badstuber — zagueiro que começou a temporada como titular ao lado de tanto Timo Baumgartl, como Benjamin Pavard — continuou a conviver com lesões, só restou Marc Oliver Kempf como reserva da equipe. Até por isso, sua contratação possa ser considerada mais cirúrgica ainda, visto que era uma das muitas carências que o elenco tinha. Mas não foi possível evitar a tragédia que passou a ser cada vez mais óbvia com o desenrolar da temporada: o rebaixamento. Além do mais, o Stuttgart terminou como a terceira defesa mais vazada do campeonato alemão.

Contratado inicialmente para compor o elenco, até por ser o zagueiro mais jovem, o turco quebrou esse paradigma e, em pouco tempo, assumiu a titularidade. Ignorando o primeiro jogo da segunda metade da temporada alemã, quando não esteve nem no banco, ele jogou os 90 minutos em 14 dos 15 jogos, demonstrando certo protagonismo em poucas semanas de clube.

É claro que a crise vivida pelo Stuttgart colaborou. O time da última temporada pode ser considerado um dos piores da história do clube alemão. Então, qualquer jogador com uma qualidade pouco superior que fosse, consequentemente conseguiria se destacar sem muito esforço. Logo, Kabak se consolidou logo nas primeiras atuações, mesmo as performances coletivas tendo continuado a ser desastrosas.

Aos 19 anos e com 1,85m de altura, o zagueiro turco é ambidestro e capaz de jogar nos dois lados da posição. Jovem e com muita técnica, além de ser preciso nos passes, Kabak é muito veloz — independentemente do seu porte físico. Ele também demonstra ter um bom senso de antecipação e excelente capacidade no ar, sendo muito perigoso na bola aérea ofensiva. O que mais chama atenção no jovem é sua maturidade em ter o know-how de saber quando tem que jogar sério e quando pode tentar algo mais ousado.

“Ele tem muito potencial e ainda é muito jovem. Você pode ver no jogo contra o Hannover que ele tem muito talento. Ele é muito descontraído, muito calmo e não deixa a situação atual do clube (em uma luta de rebaixamento na época) lhe incomodar. Ele definitivamente tem talento para jogar em um grande clube”, disse o meio-campista do Stuttgart, Gonzalo Castro.

Ainda assim, por mais que pareça ser muito completo para sua idade, algumas de suas decisões costumam fazer com que o time corra um risco desnecessário. Em certas ocasiões, ele acaba chegando com muita “sede ao pote” e comete faltas bobas; entretanto, levou apenas quatro cartões amarelos nos jogos quando atuou como titular. Por conseguinte, é digno ressaltar que o julgar como um zagueiro maldoso ou violento é, no mínimo, inoportuno e inadequado.

Nos seus primeiros 15 jogos pelo clube alemão na liga, fez apenas 21 faltas, podendo ser considerada uma média pra lá de baixa para um zagueiro que conseguiu obter cerca de uma interceptação a cada oito minutos na competição. De todo, ninguém esperava uma evolução tão rápida do jovem turco. Por ter trocado de técnico, figurar quase que todo o campeonato brigando contra o rebaixamento e ser frequentemente uma equipe vazada, o Stuttgart tinha todos os ingredientes para dar errado em sua carreira. E o que aconteceu, apesar do rebaixamento, foi justamente o contrário.

Com somente seis meses de Bundesliga, não à toa ele foi eleito o estreante da temporada. Ozan Kabak está destinado a se tornar um dos melhores defensores centrais da Europa e quiçá do mundo. Ademais, sua permanência no Stuttgart é quase próxima de zero e o natural das coisas é que vá para um clube de maior prestígio, seja na própria Alemanha, ou em outra liga capacitada para continuar seu desenvolvimento.

*O jogador foi eleito o melhor novato da Bundesliga do mês de março. Para concorrer, é preciso que nunca tenha atuado na competição anteriormente e possua menos de 23 anos. A votação para rookie of the season (estreante da temporada) foi feita por voto popular.