Konoplyanka é o jogador certo para substituir Sané no Schalke
Share:

Konoplyanka é o jogador certo para substituir Sané no Schalke

Apesar do alto valor pago pelo City, o Schalke 04 tem muito a lamentar com a saída de Leroy Sané. As grandes cifras servem muito para administração do time, mas não entram em campo e por isso os torcedores tinham razão ao pedir um bom substituto. O Schalke escolheu o ucraniano Konoplyanka e acertou em cheio: o meia tem bola para ser tão importante quanto o agora citizen.

Apostar na jovialidade e principalmente na base ultimamente tem sido o forte dos tradicionais clubes da Alemanha, principalmente quando ronda o Vale do Ruhr e logo pensa-se em Borussia Dortmund e Schalke 04. Consequente dessa política, muitos talentos foram revelados de ambos lados e com eles estava um menino de 19 anos que tomou conta dos holofotes em Gelsenkirchen: Leroy Sané.

Com pais ao menos do ambiente desportista: sua mãe ex-ginasta Regina Weber e seu pai ex-futebolista e senegalês Souleyman Sané, Leroy foi reconhecido muito cedo pelo seu talento pelos familiares, mas foi o pai quem o levou para seus primeiros dribles no SG Wattenscheid 09. O fascinante futebol praticado ainda criança o levou às categorias de base do Schalke 04, mas as coisas não saíram como planejado.

0910-U14-duisburg_sane
Nem sempre tudo sai como planejado: deixado de lado na base dos azuis reais, Sané se transferiu para o Bayer Leverkusen. (Foto: vavel.com)

Praticamente desenvolvido em Leverkusen, retornou a Gelsenkirchen em 2011, com 15 anos de idade e experiência na bagagem. Mais robusto e preparado, o antes menino de ouro do Schalke 04 foi se consolidando nas categorias de base do clube. Entre 2011 e 2014, o garoto progrediu e adaptou seu estilo de jogo. A oportunidade no time principal era uma questão de tempo.

Ascensão instantânea de Sané

Mesmo ainda jovem, Sané impressionava pela frieza com que enfrentava seus adversários no mano a mano e na destreza com a bola nos pés. Roberto Di Matteo foi o pivô do seu auge: o consolidou como uma verdadeira joia e fez com que adquirisse responsabilidade tática, mas sem deixar de aprontar lá na frente. O técnico italiano tinha em mente que, do meio para frente, seria preciso usar e abusar do seu maior atributo: o drible.

146849905325d3608f
Com direito a golaço e atuação de gala, Sané atuou como um veterano, fez uma partida memorável e mostrou seu potencial. O mundo inteiro vislumbrou a vitória do Schalke 04 por 4 a 3 em pleno Santiago Bernabéu. (Foto: sport1x2.co)

Regularmente convocado para defender a Seleção Alemã, o jovem de 20 anos cada vez mais consolidado, demonstrou sua importância ao levar o Schalke 04 até a Liga Europa em praticamente uma temporada perdida pelas constantes oscilações. Personalidade, maturidade, técnica, frieza, explosão e controle de bola são suas principais características que levaram Pep Guardiola se encantar tanto.

Rumores explicitaram que o camisa 19 estava descontente pela não participação dos azuis reais na Champions League e consequentemente pediu para ser transferido. Houve a possibilidade de continuar na Alemanha com o interesse do poderoso Bayern de Munique, mas com certeza a possibilidade de ser treinado por Guardiola pesou em sua decisão. Assinou até 2021 e de acordo com a imprensa europeia os números da transferência giraram em torno dos 37 milhões de libras (R$ 160 milhões), mais adicionais.

Substituto sob medida

Uma vasta crise financeira e atualmente futebolística também, o Dnipro teve seu último auge na temporada 2013/2014 quando foi vice-campeão da Europa League, mas a surpreendente trajetória se deve consequente de excelentes atuações de seu antigo camisa 10: Yevhen Konoplyanka.

O meia destro chegou ao Dnipro em 2007 e com 18 anos já fazia parte do elenco principal. As atuações eram raras, muito por conta da baixa idade. Apesar disso, deixava boa impressão aos torcedores sempre que jogava, o que o levou a passar por todas as categorias de base da Seleção Ucraniana.

497561414
56 jogos, 13 gols e 6 assistências: liderada por Konoplyanka e Yarmolenko, a Ucrânia classificou-se para Euro 2016. Primeira classificação em Eliminatórias, já que na edição passada, a mesma era sede junto com a Polônia. (Foto: gettyimages.pt)

Após o fracasso na Espanha, mesmo conquistando a Europa League em 2016, suas pífias atuações o levaram para o banco. Oportunidades não faltaram e realmente o que faltou foi futebol. A chegada de Jorge Sampaoli o afastou cada vez mais, culminando no empréstimo para o Schalke 04. Vale ressaltar que a maioria dos veículos informou que há uma cláusula de opção de compra fixada em 15 milhões de euros. Seu valor de mercado atualmente é 25 milhões de euros.

Pretendido por ingleses, o jogador de 26 anos declarou ao site oficial da equipe, que optou pelo futebol alemão por conta da possibilidade de permanecer mais tempo dentro de campo. “É ótimo jogar em um clube com uma torcida dessas. Pretendo acumular o maior número de minutos para essa grande equipe a conquistar seus principais objetivos”, afirmou. Com características muito próximas a Leroy Sané mas sem possuir tanta versatilidade quanto o antigo camisa 19 dos azuis reais, o novo camisa 11 tem tudo para realmente se consolidar no mundo do futebol juntamente ao futebol alemão.

37BB322100000578-3766123-image-a-31_1472600050078
“Konoplyanka pode chegar ao nível de Hazard e Neymar”, disse seu antigo companheiro e então brasileiro Matheus. (Foto: dailymail.co.uk)

Basta saber se Yevhen finalmente irá se consolidar e apresentar boas atuações em Gelsenkirchen, além das que deixou no Dnipro. Disputará a Liga Europa, competição que já esteve nos dois lados da moeda: vice e campeão. Provavelmente o objetivo azul real na Bundesliga será a classificação de volta para a Champions League 2017/2018. Potencial já demonstrou ter, apenas resta justificar a comparação a dois dos melhores extremos esquerdos existentes atualmente.

TEXTO PUBLICADO NO ENDSPIEL