Gelson Dala, o angolano impetuoso
Share:

Gelson Dala, o angolano impetuoso

Nascido em Luanda, capital da Angola, Jacinto Muondo Dala, mais conhecido como Gelson Dala, iniciou sua carreira nas categorias de base do 1º de Agosto, clube da mesma cidade de seu nascimento e que disputa o Girabola, correspondente à primeira divisão nacional do país. Dala fez sua estreia pela equipe principal em 2013, participando de quatro jogos e marcando dois gols. Mais maduro e preparado, foi no ano seguinte (2014) que o angolano obteve mais regularidade e marcou 10 gols em 21 jogos, sendo exatamente nessa mesma temporada que o jogador estreou pela seleção angolana.

Em 2015, atuou por 26 vezes e apontou com 8 golos, ajudando o 1º de Agosto a terminar com o vice-campeonato nacional. Entretanto, foi realmente no ano de 2016 que Gelson despontou: 23 gols, artilheiro e campeão do Girabola, além de ter sido eleito o melhor jogador da competição. E ele foi mais além, sendo considerado o segundo jogador com mais gols em uma única temporada do campeonato nacional, estando atrás apenas da lenda do futebol angolano: Carlos Alves (29 gols).

Contratado pelo Sporting em dezembro de 2016 para inicialmente compor a equipe B, Gelson começou o ano de 2017 fazendo gol a rodo e acabou na boca da imprensa portuguesa após marcar quatro gols na vitória por 5 a 1 contra o Olhanense. Com isso, o antigo presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, convidou-o para compor uma comitiva que viria assinar um acordo de parceria entre a Academia Alcochete (complexo esportivo do clube) e a escola angolana de futebol Norberto de Castro.

O bom desempenho na equipa B do Sporting fez com que o jogador de 22 anos garantisse um lugar na pré-temporada 2017/18 da equipe principal, sendo também inscrito na lista da UEFA Champions League. Contudo, não foi aproveitado como se esperava e foi emprestado no ano de 2018 ao Rio Ave FC, clube que também disputa a primeira divisão do Campeonato Português. Por lá, são cinco gols e quatro assistências em 17 jogos. Servindo a seleção da Angola desde 2015, Gelson atualmente possui bons números: 11 gols em 22 jogos.

Possuindo 1,75m de altura e, mesmo não sendo considerado alto para os padrões de centro-avante, Gelson consegue utilizar sua velocidade em praticamente todas as jogadas, até mesmo em disputas aéreas. Apesar de atuar necessariamente como atacante de referência, o angolano possui uma habilidade dificilmente encontrada em jogadores da posição. Em um futuro próximo, ainda que ele não tenha jogado oficialmente em outra posição além do centro de ataque, provavelmente será testado a desempenhar as funções de lado de campo.

Posições onde é capaz de atuar


Aos 22 anos, o atacante ainda possui algumas limitações naturais para a idade a serem melhoradas — dificuldade em cabecear, mais qualidade no primeiro toque, soltar a bola em momentos cruciais do jogo e ainda acertar sua finalização, apesar de que na atual temporada, Gelson demostra grande evolução em arrematar com qualidade de fora da área. Oportunista, mas ainda refém de sua velocidade, o angolano possui uma boa técnica e pode ser aproveitado futuramente como extremo em ambos os lados do campo, vide que também possui um boa perna esquerda.

“Para mim, fazer gol é uma questão de hábito. Isso começa nos treinos. Qualquer bola, mesmo brincando, empurro para a gol. É assim que os atacantes devem pensar e trabalhar. O meu pensamento é fazer gol”, concluiu em entrevista ao jornal O Jogo.

Quatro gols e duas assistências nos últimos seis jogos pela seleção da Angola, contrato renovado com o Sporting até 2021/22 e cláusula de rescisão de 60 milhões de euros, o atacante angolano começou a chamar atenção de grande clubes europeus, tais como o Bayern de Munique e o Liverpool. Ainda que haja a vontade do Sporting de ter o retorno do jogador já no começo de 2019, o regulamento do campeonato português impede que aconteça isso. De qualquer maneira, todos os caminhos levam Gelson Dala a uma nova oportunidade no grande cenário europeu.