Dezembro: Dodi Lukebakio

Filho de pais congoleses e nascido em Asse, na Bélgica, Dodi Lukebakio deu seus primeiros passos no mundo do futebol nas categorias de base do Anderlecht. Por lá, se destacou a ponto de receber um contrato de cinco anos e estrear na equipe profissional na temporada 2015/16. Entretanto, nas poucas chances que teve, ele não confirmou o mesmo status que tinha na base e só conseguiu marcar um único gol em 18 partidas pela equipe belga.

Dessa forma, sua carreira profissional começou um ciclo de altos e baixos. Depois da fraca temporada de estreia, o jovem belga foi emprestado para o Toulouse, equipe da França que joga a Ligue 1 (primeira divisão francesa). Sem conseguir engrenar mais uma vez, seu 2016/17 pela equipe francesa foi pior do que a sua temporada anterior. Além de passar boa parte dos jogos nem no elenco convocado para os jogos, nas raras oportunidades que teve, não aproveitou e terminou sua passagem pela França com seis jogos e nenhum gol marcado.

Como desapontou mais um vez, o Anderlecht lhe emprestou novamente. Porém, o time da vez foi o Sporting Charleroi, clube local que também joga a Jupiler Pro League (primeira divisão belga). Provavelmente mais adaptado, Lukebakio teve um 2017/18 bem melhor se comparado às suas temporadas decorridas. Logo, chamou a atenção de outros clubes europeus e, já no meio da temporada, o Watford pagou cerca de 5 milhões de euros na sua contratação. 

Sem muito espaço na equipe inglesa, o belga de 21 anos fez somente um único jogo pelo profissional do time, que foi justamente a sua partida de estreia, contra o West Ham. Depois disso, mais uma vez pouco chegou a ter possibilidades de ao menos participar do banco de reservas, chegando a passar meses somente treinando. Então, indo para o seu terceiro empréstimo na carreira, Lukebakio se juntou ao recém-promovido à Bundesliga, Fortuna Düsseldorf. E essa foi a melhor decisão que poderia ter tomado.

Da mesma maneira que era uma equipe oriunda da segunda divisão alemã, e consequentemente o principal objetivo era permanecer na elite do país, a cobrança sobre suas performances automaticamente seriam menores do que quando atuou — mesmo que 15 minutos — pelo Watford. Isso talvez tenha sido uma das motivações por trás do bom desempenho que ele teve na temporada 2018/19. Podendo atuar nas três posições de ataque, sua versatilidade o creditou para ser peça-chave no esquema de Friedhelm Funkel.

Com esquema voltado para ser um time reativo, o Fortuna Düsseldorf viu em Lukebakio o principal desafogo da equipe com bolas alçadas e em velocidade, fazendo-o o ponto de partida para a boa campanha da equipe na Bundesliga. Apesar de possuir 1,87 metros de altura, o belga quebra o paradigma de que todo centroavante tem que ser forte, efetivo e, na maioria das vezes, lento. Por isso, ele consegue unir as três virtudes anteriormente citadas e pode ser considerado um jogador com forte explosão física e muita velocidade, além de possuir o “extinto matador”.

Mesmo alternando entre os dois lados de ataque, foi como centroavante que conseguiu render mais, chegando a marcar oito gols em 12 jogos quando atuou na posição. O seu porte físico alinhado à sua criatividade nos movimentos ofensivos faz dele um pesadelo para as defesas adversárias, tanto que chegou a marcar nas duas principais equipes alemãs da temporada: Bayern e Borussia Dortmund.

“Seu ritmo e drible é uma coisa fora do comum. Eu nunca vi nada como isso na Bundesliga. Ele é o adversário mais difícil que eu tive que enfrentar desde que me mudei para cá”, disse o lateral-esquerdo do Wolfsburg, Jérôme Roussillon.

No primeiro jogo contra o atual campeão alemão, Lukebakio fez a melhor partida da sua carreira, fazendo três gols e arrancando um empate em plena Baviera. Com isso, se tornou o primeiro jogador da Bundesliga (desde Ebbe Sand pelo Schalke 04, em 2001) a fazer um hat-trick contra o Bayern. Além do mais, foi o pioneiro na história da competição a marcar três gols em Manuel Neuer na Allianz Arena. Feitos extraordinários para um jovem de 21 anos que pouco tinha mostrado ao mundo. 

A ida do centroavante belga para o Fortuna Düsseldorf provou ser um golpe de mestre para recuperar sua precoce carreira. Além disso, o jogador de 21 anos recuperou a confiança — que havia sido perdida devido aos insucessos anteriores — e desenvolveu o seu jogo através do grande tempo de jogo que teve na equipe alemã. Os riscos de abandonar um clube de mais renome para ir em busca de mais oportunidades já valeu a pena.

Embora sua permanência na Bundesliga não esteja descartada, Lukebakio já demonstrou estar pronto para dar o próximo passo na carreira. Com muitos times interessados no seu futebol, ele já afirmou recentemente que não sabe onde jogará na próxima temporada. Já pela seleção, sua decisão está tomada. Ainda que tenha atuado num amistoso lá em 2016 pela equipe principal do Congo, decidiu que irá ser leal com seu país de nascença. De todas as escolhas a serem tomadas, é inegável que o prosseguimento do seu talento em solos germânicos seria benéfico para todo mundo.

*O jogador foi eleito o melhor novato da Bundesliga do mês de dezembro. Para concorrer, é preciso que nunca tenha atuado na competição anteriormente e possua menos de 23 anos. A votação para rookie of the season (estreante da temporada) foi feita por voto popular.

About Bruno Povoleri

Cursando Comunicação Social e apaixonado pelo futebol alemão. Games, Vasco da Gama e Borussia Dortmund.